sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O processo de imigração

Já que agora nossos amigos e familiares tomaram conhecimento da existência deste blog, resolvemos explicar como se dá o processo de imigração que iremos iniciar no mês que vem.

Existem dois tipos de processo de imigração para o Canadá: o processo do Québec (dividido em duas etapas, a provincial e a federal), para quem deseja residir nesta província, e o processo federal simplificado, para quem visa habitar outra província do Canadá. Ambos funcionam com base num sistema de pontos em que o perfil do candidato à imigração é avaliado de acordo com alguns pré-requisitos. Além disso, existem diversas categorias de imigração (trabalhador qualificado, investidor, reagrupamento familiar...). Faremos nosso processo como trabalhadores qualificados.

O Québec é a única província do país que tem a autonomia de selecionar seus imigrantes por meio de um processo específico, em que os pré-requisitos colocados aos candidatos são definidos pelo governo do Québec. Basicamente, a diferença entre o processo do Québec e o federal simplificado se dá em relação às etapas a seguir, ao montante de dinheiro a ser investido e às exigências (no processo federal simplificado, não se exige do candidato que ele fale francês, por exemplo, mas é solicitada uma certificação do nível de conhecimento da língua inglesa - IELTS, Toefl, etc).

Como queremos residir em Montréal, optamos pelo processo via Québec (que dura, em média, 10 meses), em que seremos avaliados com base em alguns pré-requisitos, tais como: formação, experiência profissional, conhecimentos de francês e inglês, idade, capacidade de autonomia financeira e adaptabilidade.

O primeiro passo do processo de imigração via Québec é avaliar as chances de ser selecionado pela província. Essa avaliação pode ser feita em inglês, francês ou espanhol no site oficial do escritório de imigração do Québec em Buenos Aires. Depois disso, se o resultado da avaliação tiver sido positivo, o pedido oficial de imigração já pode ser feito (DCS - Demande de Certificat de Sélection), mediante pagamento das taxas de administração do pedido. Para que o pedido seja feito, é necessário preencher alguns formulários, fazer cópias dos documentos exigidos para o início do processo e enviá-los ao escritório de imigração do Québec em Buenos Aires (que será transferido para São Paulo em março deste ano). O envio desse dossier dá início à primeira etapa do processo, a provincial.

Em seguida, o escritório avaliará os documentos enviados e, se tudo estiver ok, será feita a convocação para uma entrevista em francês e inglês que dura, em média, 45 minutos e que, no caso dos brasileiros, é realizada em São Paulo e no Recife. Para essa entrevista, deve-se levar os originais das cópias dos documentos enviadas anteriormente e apresentar um projeto de imigração que deve demonstrar a capacidade de se adaptar à cidade escolhida sob diversos aspectos (entre eles, a empregabilidade se destaca). Alcançando a pontuação mínima exigida (resultante da avaliação do perfil do candidato), será emitido o tão almejado CSQ (Certificat de Sélection du Québec), que atesta que o Québec selecionou o candidato. A primeira etapa estará concluída.

Em outro post explicaremos a segunda etapa do processo, a federal.

Abraços a todos!
B.

2 comentários:

LARISSA disse...

oláaa!!!!!!!!!!Como vão vocês???
Deixo este recado para comprovar o meu acesso aqui!!Um beijo para vocês!!!
Larissa

Mayara disse...

Bom...antes de mais nada,desejo a vocês a maior felicidade. E a respeito do processo de residência, já era. Deu certo Barbrette! Demora mesmo só pra fazer um suspense. Mas, mesmo sabendo que você serão muito felizes lá...eis aqui uma pessoa que vai passar novamente por tudo que passou quando você foram pra lá pela primeira vez. Mas desta vez será diferente. Sentirei saudades porque sei que nos encontraremos novamente...aí fica aquela ansiedade à tona. De boa. Vou visitá-los todo ano. (Ui!)
Beijos.
Show demais o Blog.